Notícias
 
 
Versão para impressãoEnviar para amigo

CAPS promove cinedebate sobre confinamento de pacientes psiquiátricos

Com a provocação “trancar não é tratar”, CAPS AD de Rancharia promoveu cinedebate do filme “Nise – O coração da loucura”. O evento fez parte das atividades do Dia Nacional de Luta Antimanicomial e ocorreu no Teatro Municipal na noite de 18 de maio de 2017.

O filme brasileiro é baseado na história de Nise da Silveira, médica psiquiátrica que se recusa a usar terapias e técnicas consideradas agressivas contra os internos, inclusive o confinamento, acaba isolada por seus colegas de profissão e por fim assume o setor de terapia ocupacional do hospital, onde consegue realizar progressos com pacientes esquizofrênicos considerados irrecuperáveis pelos psiquiatras tradicionais.

Ao final do evento, a terapeuta ocupacional do CAPS, Débora Isabele Vasconcelos Teixeira trouxe para o público uma poesia:

Loucos

Falar de loucos é falar de sábios!

Posto que, loucos veem além da visão…

Sentem nos lábios a essência da vida

E discordam, sem pedir permissão.

Loucos… Precisamos destes loucos

Para virar a mesa, jogar o jogo bruto,

Mudar o mundo, as regras, não aos poucos,

Mas mudar abruptamente, num espaço curto.

No caos que se encontra nosso País no momento,

Atravessando duramente tanto descontentamento,

Para mudar, hoje, ser louco é a única solução.

Somente um louco, poderia revolucionar a nação.

Um louco que sonhando seja capaz de o mundo mudar…

Que vivendo seja na terra, no ar ou no mar, ouse…

Crie, invente, faça seu pensamento ecoar, vibrar…

Sem medos, sem tabus, um louco essencial capaz de amar.

(Avany Morais)

Para ver mais fotos clique aqui.

Fonte: Imprensa

MAIS NOTICIAS